O trabalho da nutricionista com pacientes bariátricos vai muito além de contar calorias ou de apenas montar cardápio hipocalórico. É o nutricionista que tem a missão de montar um plano alimentar que se adeque às necessidades nutricionais, financeiras e sociais do paciente, não esquecendo que a suplementação é muito importante.

Nesta questão é necessário verificar a biodisponibilidade dos nutrientes e otimizar a absorção deles, mantendo uma boa microbiota intestinal e dando suporte suficiente para garantir disposição para realização das atividades diárias.

Pré operatório:

Esta fase corresponde a preparar o paciente para a cirurgia, reduzindo o peso quando necessário, e melhorando o perfil lipídico e glicemia, além de proporcionar um bom aporte nutricional para detoxificação hepática e recuperação dos hepatócitos (células encontradas no fígado capazes de sintetizar proteínas). Melhorando ainda o déficit nutricional, quando existente.

 

Pós-operatório:

Nesta etapa, acompanhar a evolução dietética é fundamental, com os objetivos de recuperar e otimizar a cicatrização pós-operatória, garantindo o aporte de vitaminas, minerais e proteínas. Aqui a evolução é semanal, com visitas mensais ao nutricionista, onde o desafio é fazer o paciente se adaptar à nova forma de se alimentar, trabalhando principalmente a mastigação.

Pós-operatório tardio:

O pós-operatório tardio tem o objetivo de melhorar hábitos alimentares, incluir novos alimentos que antes eram restritos para dar suporte à melhora do ganho de massa muscular. Nesta fase também é feita ajustes de horários e números de refeições diárias.

Rua Vergueiro, 3558 Cj. 507
 Chácara Klabin - São Paulo, SP 

adrianastavro@terra.com.br

Tel: (11) 96485 - 2323

© 2017 por Adriana Stavro Criado orgulhosamente por Sacchi Comunicação Integrada