Buscar
  • Adriana Stavro

Alimentos e bom humor. Será?

Aquela máxima de que você é o que você come se aplica também ao bom humor. Alimentos e sensações caminham juntos para os seres humanos. Essa ligação começa quando o bebê nasce. Ao ser amamentado, ele não apenas é nutrido, mas sente prazer. A explicação para essas emoções é científica. A química dos alimentos é capaz de alterar a produção de neurotransmissores, substâncias que transmitem impulsos nervosos no cérebro e são responsáveis pelas sensações.


Alguns alimentos estimulam a produção destes neurotransmissores responsáveis pelo prazer, bem-estar e euforia, entre os quais serotonina, dopamina, noradrenalina e acetilcolina. O mais importante é a serotonina. Sua produção pode ser aumentada com o consumo de alimentos ricos em triptofano (aminoácido), e carboidratos. É por isso que quando alguém está chateado e como um doce tem a sensação de que melhorou.


Conheça alguns dos principais alimentos que podem ajudar a melhorar e manter a boa saúde mental.


Aveia – Cereal rico triptofano. Aminoácido que auxilia o organismo a liberar serotonina.


Banana – Contém duas substâncias que auxiliam o humor. Os carboidratos, que estimulam a produção de serotonina e a vitamina B6, que garante mais energia.


Brócolis – Rico em ácido fólico, que é importante para a liberação da serotonina e renovação celular.


Espinafre e folhas verde-escuras – Têm efeito antidepressivo por serem ricos em magnésio, que atua na produção de energia. Potássio, vitamina A, vitamina C e vitaminas do complexo B, que ajudam a manter o bem estar.


Frutas oleaginosas – São as nozes, castanhas, amêndoas e as castanhas do Brasil. Elas auxiliam na diminuição do estresse por conterem um importante antioxidante, o selênio.


Laranja, maracujá e jabuticaba – Por terem altas doses de vitamina C, previnem o cansaço e combatem o estresse.


Leite – Produz um efeito relaxante em toda a musculatura, graças ao triptofano, que é precursor da serotonina.


Milho – É fonte de carboidrato e vitaminas do complexo B, como a B6, que participa da produção de neurotransmissores, como a serotonina, responsável pelo bem-estar e bom humor.


Ovos – Fonte de Tiamina (vitamina do complexo B), que pode ajudar a aumentar a sensação de bem-estar.


Peixes – O ômega-3 presente nos peixes, pode atuar na saúde cerebral, melhorando a memória e combatendo a depressão.


Pimenta – A sensação de ardência é provocada pela capsaicina, substância presente na pimenta e faz com que o cérebro produza mais endorfina, neurotransmissor responsável pela sensação de euforia. As mais indicadas são a de cheiro, a vermelha e a malagueta.


Sementes de abóbora e girassol – Ricas em triptofano, precursor de serotonina, que pode contribuir para a prevenção da depressão e melhora do em estar.


Alface – Tem efeito calmante em razão da lactucina, substância com efeito calmante que pode reduzir o estresse, a ansiedade e, dessa maneira, influenciar na melhora do humor.


Uma alimentação balanceada é sempre a mais recomendada. É importante manter o equilíbrio no fornecimento de nutrientes, principalmente os envolvidos em uma estrutura bioquímica essencial como o nosso cérebro.

0 visualização

Rua Vergueiro, 3558 Cj. 507
 Chácara Klabin - São Paulo, SP 

adrianastavro@terra.com.br

Tel: (11) 96485 - 2323

© 2017 por Adriana Stavro Criado orgulhosamente por Sacchi Comunicação Integrada